O Canil

Nosso começo foi talvez como o de muitos, despretensioso, movido apenas pela amizade a um cão ou admiração a uma raça.

    Desde a minha infância ouvia meu pai falar do Bob, um  dogue alemão preto que meu avô tinha e que figurava em seus tempos de criança. Na minha imaginação Bob era uma figura mística, gigantesca e cujas características marcantes era o pelo negro profundo, peito branco e amor incondicional pelo seu dono… Anos mais tarde, após muita insistência comprei meu primeiro cão, uma cadela merle muito ativa e bonita, chamada Kyara, que infelizmente não ficou conosco muito tempo e para compensar sua perda um professor da minha escola me presenteou com Hyla, uma fêmea de Pastor Alemão, que trouxe alegria e proteção à nossa casa por onze anos. Entretanto, por mais que estivesse feliz um desejo insistia em meu coração, queria ter um Dogue Alemão…

     No Ano de 2003,  pude iniciar a criação, o que para mim seria uma atividade de real dedicação e prazer. Pesquisei e procurei bastante até que encontrei um criador no Espírito Santo que tinha gerado uma ninhada linda, com um biotipo e temperamento que sempre admirei na raça. Oportunamente, agradeço ao amigo José Aquibaldo do Canil Von Altdorf por ter me vendido a Astra, minha primeira matriz e por ter sido sempre tão atencioso e paciente comigo e zeloso com seus cães…

   Preparei a criação, construí as instalações e no mesmo ano que me formei na faculadade de medicina Astra estaria dando à luz à sua primeira ninhada do grande Argus, um cão arlequim muito bom. Os filhotes nasceram com excelente estrutura e marcação e estava muito feliz com a concretização deste sonho. Queria estudar linhas de sangue, ir à exposições, criar um “tipo” de cão. Mas eis que Deus nos reserva surpresas em nossa vida e inesperadamente recebo a convocação do exército para servir como médico na Amazônia! Todos os planos de  criar teriam que ser adiados por pelo menos um ano… e nesse momento pude contar mais uma vez com os meus pais, que além de cuidarem da Astra e de sua ninhada, garantiram que os filhotes seriam entregues a famílias merecedoras. Obrigado papai e mamãe pela certeza de poder contar com o amor de vocês…

    Em meados de 2006, já devidamente instalado no Paraná, pude retomar a criação, sob uma perspectiva séria e profissional, estudei linhagens e estabeleci qual caminho tomar na formação do plantel. Queria cães com o temperamento da Astra, equilibrados, protetores e carinhosos, de cabeça poderosa, estrutura forte, porém harmônica e elegante e estava disposto a buscar o melhor para concretizar este ideal.

    Nesse momento pude contar com o apoio e amizade de Ana Lúcia Maciel do Canil Ilha do Gererê, em Curitiba. Foi ela que muito me incentivou e orientou se dipôs a abrir parceria com o meu canil, confiando em mim e em meus propósitos com a criação. E com amigos Aguinaldo e Karin Graf, proprietários do Phantom, o melhor Dogue Alemão que já conheci.

    A fim de desenvolver mais que um canil, um modelo de criação, adquiri uma propriedade de 35 000 metros quadrados na região campestre de Ponta Grossa, onde estão construídas as instalações do Canil Fazenda Aruanda, uma área verde, com contato direto com a natureza, onde os cães podem se exercitar livremente, criando um desenvolvimento harmonioso de saúde, temperamento e estrutura